S2

Este post acaba de tomar um novo rumo.

Eu planejava falar da DecoraBox e agradecer a todas as clientes que compraram essa ideia comigo, mas o meu coração, hoje, está feliz por outro motivo.

“Quer uma notícia? Eu não preciso mais dormir em Brasília”.

Desde que ele voltou pra Goiânia, a estrada virou rotina. GYN-BSB, 4 dias por semana. E apesar de tanta gente enxergar a “parte boa” disso, eu sempre senti na ausência um caminho sem volta – uma festa que passou, um momento que aconteceu, um beijo que não rolou, um abraço que não me acolheu. Um sentimento egoísta, reconheço, diante esforço de alguém que se dispôs a passar tanto tempo longe de casa só pra voltar com uma grande conquista.

Mas hoje, quando eu sair da agência e abrir a porta da minha casa, vou encontrar o meu amigo, namorado, marido e parceiro desfazendo as malas. E vou chorar porque eu esperei 5 anos pra ver isso.

Bem-vindo a todas as minhas manhãs, Mr. Igor Vilela.

Advertisements

@pettiteamelie

Acordar com o barulho de patas arranhando a porta. Ganhar lambidas de manhã. Brincar de bolinha, bumerangue, borboleta. Entender de ossinhos, rações, vacinas e troca de dentes. Assistir à TV com companhia. Tirar um cochilo com os pés quentinhos. Ter sempre uma calorosa recepção ao abrir a porta. Ganhar abraço com patinhas. Encontrar a casa cheia de papel picado na volta do cinema. Ver um rabo abanando apressado, olhar nos olhos e sentir o mais puro amor.

Quando ela sobe na cama, todas as manhãs, arranca de nós o primeiro sorriso do dia – brinca com o “papaizinha” de pique-esconde na coberta, lambe, cheira, coça sua saia de pelos e se aconchega ali mesmo, no meio dos babões que amam ver o seu focinho barbudo bem de perto.

IMG_1668Nem bagunça, nem barulho, nem todas as coisas que eu tenho que fazer diariamente por ela e para ela me fariam desistir de viver a vida do seu lado. Ser “mãe” da minha pequena Shnauzer é daquelas coisas que eu entendo por presente de Deus.

[Quadradinhos de memórias em @pettiteamelie no instagram]

Close to you

A memória traz um filme longo.

Tantas coisas divididas, tantas histórias compartilhadas. Brigas, tropeços, colos, recomeços. Eu ainda sinto o cheiro do quartinho com 3 camas onde a gente aprendeu a ser mais que irmãs.

Ju, Laís e eu. As meninas do Jayme e da Maricely. As 3 netas, sobrinhas, amigas, madrinhas.

A vida passou muito rápido e eu sinto uma mistura de saudade e de expectativa pra ver quais serão os próximos passos delas. Peço a Deus que viva o suficiente pra vê-las conquistar seus sonhos e construir suas famílias, cheias desse amor que transborda em 3 corações.

Nem sempre foi fácil ser 3, quando 3 cabeças pensam diferente em suas diferentes rotinas. Mas nas tantas vezes em que não é fácil ser 1, eu escolho viver bem perto das 2 “rimãs” que Deus me enviou.

FullSizeRender (2)Hoje eu risco o item 6 com a música que a mamãe ouvia no carro na volta da escola. A mesma do meu casamento, quando as minhas 2 damas entraram de mãos dadas, pra abençoar as minhas alianças. O amor que está no coração, no sangue, nos gestos e nas palavras está também na pele.

Close to you, Ju e Laís. É tudo que eu preciso, pra sempre.

Como diz a música

Blackbird singing in the dead of night.
Eu não achei que fosse viver isso antes dos 30, apesar de ser um item muito especial pra mim. Tantas desculpas, tantas noites gastas em projetos terceiros e tantas prioridades que nunca, nunca o item 05 tinha conseguido o espaço que merecia na minha vida.

Take these broken wings and learn to fly.
Mas da frustração veio uma energia diferente. Uma coragem repentina e uma vontade louca de aprender a vencer os medos que me distanciaram disso até aqui. Uma liberdade sem culpa pra dizer “não” a tudo que não fosse parte do meu sonho renegado. Veio uma dedicação natural e diária que estava esperando há muito tempo pra chegar e mudar tudo.

All your life/You were only waiting for this moment to arise.
Sem mais espera. Eu vejo um pequeno sonho sair do papel e, tímido, bater as asas para um voo incerto, arriscado, especial e intenso. Vejo e sinto esse momento com o sorriso honesto de quem não sabe fazer direito, mas está pronta pra um start imperfeito. Pronta e feliz.

Blackbird fly /Blackbird fly.