Os 30 dele

Cuidei de cada detalhe: rótulos com letras de músicas, astromélias e margaridas amarelas, guloseimas favoritas, playlist para a banda de rock, convites, camisetas, flores em papel de seda, discos de vinil personalizados, comidinhas e um mural com as 19 motos que fizeram parte dos 30 anos dele.

Era a festa surpresa do meu melhor amigo, meu cúmplice favorito – o marido que me faz encher os olhos de saudade sempre que pega a estrada pra Brasília, como agora.

Depois de tantos dias de preparativos, devidamente recompensados pelo seu sorriso de surpresa, fica a gratidão de viver momentos assim ao lado do cara que eu escolhi: vê-lo chegar aos 30 com fôlego pra mais 60.

_DSC5673 _DSC5586

Advertisements

Hashtag silêncio

Morte aos 30.

Lucimar Veiga era dessas pessoas de sorriso largo e pensamento rápido, passos apressados e “bom dia” alto. Por 4 meses, a vi passar pelos corredores da Crispim+Veiga organizando coisas, papéis, reuniões e encontros, sempre eufórica e sempre sorrindo. Ela tinha pressa de ser feliz. E foi.

Duas semanas se passaram e, entre jobs e correrias, ainda vejo pequenos silêncios invadindo as salas e as conversas. Com frequência, invade também o meu pensamento com uma sensação de urgência: fazer tudo o que gosto e abraçar a todos que amo antes da meia-noite, ou antes da próxima hora.