Antes do trabalho

Estacionei o carro e um senhor me abordou. Sacola da farmácia nas mãos. Pediu desculpas por estar me abordando, mas estava com o neto no hospital. A filha morreu no parto e gastou todo o dinheiro que tinha numa lata de Nan e não podia voltar sem um pacote de fraldas.

Nó na garganta.

No caminho até a drogaria, ouvi toda a história: o menino se chama Rafael (nome que eu teria se não fosse menina), mais novo de 3 três netos. Prometeu trazê-lo ao mesmo local para que eu o conhecesse, assim que receber alta. Depois agradeceu, chorando e envergonhado, por um pacote de fraldas, enquanto eu mal conseguia dizer um “Vai com Deus”.

Andei dois quarteirões em silêncio, equilibrando as lágrimas nos olhos e já sabendo que aquele episódio não sairia da cabeça.

Advertisements

Sobre creme antirrugas

Eram 5 da tarde, numa quarta-feira, e o trio se formava outra vez: o carro, o rádio ligado e eu. Enquanto meus pés descalços controlavam os pedais, o pensamento era completamente livre: agência nova, casa, amigos distantes, família, lembranças do casamento e a necessidade de finalizar a escolha das fotos para o álbum.

1 minuto de pausa  pra comer as minhas empadinhas favoritas e me deparo com uma dezena de fãs do Guns n’ Roses com suas cabeleiras altas e coturnos, que dividiam a estrada comigo com o mesmo destino, e pelo mesmo motivo.

Poucas horas depois, eu estava aos gritos, pulos e letras cantadas pela metade (maldita memória!). E eu não sabia se me divertia mais vendo Axl Rose e suas rugas ou ouvindo a minha voz se misturar a um coro enorme que ecoava no ginásio Nilson Nelson. Era uma energia que me transportava pra outros mundos.

Antes do sol do dia seguinte, eu pegava a estrada de volta, desejando chegar a tempo no trabalho. Neblina, chuva, pedra no parabrisas, motoristas lerdos ou apressadinhos: nada disso me impedia de sentir a vibração do dia anterior e cantarolar como uma adolescente.

Porque sim, estou velha para o “batidão” diário de uma agência, mas jovem o bastante para uma viagem bate-e-volta em Brasília, de última hora, pra assistir a um grande show com o marido.

Se alguém me perguntasse qual a minha receita pra envelhecer bem, eu diria pra trocar cremes antirrugas por muitos riscos sobre o item 8.